"Você sempre me tirou o sono. Antes de um jeito, agora de outro."
"E daí eu apaguei. Como todo fim de semana eu apago. Sem afago, sem me lembrar de muita coisa. Com o telefone jogado no sofá. E o histórico não me deixa mentir: por mais que eu tentasse esquecer, tudo, tudo, tudo, tudo o que eu bebi só me fez lembrar de você.
E eu bêbado de novo"
"Eyes. Those damn eyes fucked me forever."
"Eu não encontro as palavras certas para usar com você. Você me deixa inconsciente, de uma maneira boa.."
"A gente se apaixona por esses tipinhos banais que vivem rindo. E a gente se pergunta: que é que ele tem que brilha tanto? Que é que ele tem que quando chega ofusca todo o resto?"
"Eu acho que quando tudo está acabado isso simplesmente volta em flashes, sabe? É como um caleidoscópio de memórias, isso tudo simplesmente volta. Mas ele nunca volta. Eu acho que parte de mim sabia, no segundo que eu o vi, que isso iria acontecer. Não é nada que ele tenha dito ou que ele tenha feito - é o sentimento que veio com ele. O louco é que eu não sei se eu vou voltar a sentir isso novamente. E eu não sei se deveria. Eu sabia que o mundo se movia muito rápido e queimava muito fortemente, mas eu pensei: “Como o diabo poderia te empurrar para alguém que parece tanto com um anjo quando sorri pra você?” Talvez ele soubesse disso quando me viu. Eu acho que perdi meu equilíbrio. Acho que a pior parte disso não foi perder ele, foi perder a mim. Eu não sei se você sabe quem você é até perder quem você era."
"Forgive me, for all the things I did but mostly for the ones that I did not."
"I’m not crying because of you; you’re not worth it. I’m crying because my delusion of who you were was shatterted by the truth of who you are."