"Fico de pé no estacionamento, me dando conta de que nunca estive tão longe de casa, e aqui está a menina que amo, mas que não posso seguir. Espero que seja esta a provação do herói, porque não ir atrás dela é a coisa mais difícil que já tive que fazer."
"A gente precisa parar com essa mania de colocar os problemas em uma mala e sair carregando por aí como se eles fossem essenciais. Não são. Aliás, tudo que te faz mal é completamente descartável."
"O problema era esse: ele nem tentava ser bonito, e era! Abria a boca de um jeito que ninguém podia prever o que sairia. E, no entanto, fazia brotar as melhores palavras. Ele nem tentava ser poeta… e era! Nunca escrevia mas, quando o fazia por mim, desbancava todos esses homens que vivem pelas madrugadas rabiscando. Não tentava sorrir por fotografia ou gentileza, mas quando espontâneamente ria, era capaz de desarmar uma bomba. E eu… bem, eu treinava sorrisos no espelho. Vestia cada uma das minhas peças de roupa para estar à altura dele jogado na cama de moletom. Ele sequer penteava o cabelo de manhã e já era o homem mais lindo do mundo. Enquanto eu precisava de, no mínimo, um batom. É que algumas pessoas são bonitas porque são. Assim, sem nem tentar. Depois de um dia inteiro gripado ou com as unhas roídas, eu ainda me perguntava “Deus, por que tudo isso?” Ele era essa tempestade toda que me entrou pela sala e molhou a casa inteira sem nem compreender o estrago, sem ao menos planejar. E eu era a criança boba de vestido solto e língua de fora que gostava de tomar chuva. Ele nem tentava ser forte! E era… inundou minha consciência todinha. Por outro lado, eu era essa fraqueza toda que nem conseguia fechar as janelas. Ele não ensaiava nada e, na hora, mantinha um improviso digno de qualquer comédia. Eu era a boba que vinha pelo caminho treinando a fala para não gaguejar. Sem dúvidas eu era uma ondulação causada por gota de chuva… e ele era um tsunami. Nada mais, nada menos. O problema era esse. Ele nem ao menos tentava me ganhar… e olha só como eu estou: quase afogada."
"Hoje de manhã eu acordei e fiquei olhando para tudo catatônica, um misto de susto com deslumbramento. Me dei conta de que essa é a pior e a melhor fase da minha vida. Eu nunca andei tão triste e nem tão feliz. Foi difícil enterrar tantos mortos e tantas rotinas, mas está sendo muito fácil viver dentro de mim."
"Love will either make you or destroy you."
"Do not try to be pretty. You weren’t meant to be pretty; you were meant to burn down the earth and graffiti the sky. Don’t let anyone ever simplify you to just “pretty.”"
"Só sinto muito por mim mesma, certo? Vi em você algo que nunca esteve aí e alguém que você nunca foi. Entendi errado tudo o que você disse - por alguns momentos, pensei que falássemos a mesma língua. Mas não se preocupe. O erro foi meu."